Top Ad

Flamengo vence a Portuguesa em último jogo antes de estreia na Libertadores.

Publicado em ESPORTES
Sexta, 01 Março 2019 08:48

Se o Flamengo precisava de um treino tranquilo antes da estreia na Libertadores, a tabela não poderia ter sido mais favorável. Colocou diante do rubro-negro a Portuguesa, que não vencera um jogo sequer no Carioca. E continuou sem triunfo algum ao ser derrotada por 3 a 1, ontem, em Volta Redonda, pela Taça Rio. O próximo jogo do campeonato será o clássico com o Vasco, dia 9 de março.

O time da Ilha do Governador, que só marcara um gol no campeonato justamente contra o Flamengo, foi o adversário ideal para mostrar o entrosamento do ataque rubro-negro. Num espaço de menos de dois minutos, logo no início da partida, Bruno Henrique e Gabigol trocaram gentilezas e fizeram o placar de 2 a 0.

Primeiro, Gabigol cobrou escanteio na cabeça do companheiro, que marcou o quarto gol dele no Carioca. Quase na sequência, Bruno Henrique lutou pela bola, caiu duas vezes, e, no chão, conseguiu passar para Gabigol completar para o gol.

A vantagem tirou a intensidade inicial do time, que, mesmo assim, teve amplo domínio da partida. Poderia até ter ampliado no primeiro tempo não fosse o goleiro Ruan, que defendeu boa conclusão do atacante Bruno Henrique.

O time de Abel, no entanto, ainda comete muitos pecados, sobretudo na parte defensiva. Terá cinco dias para acertar a marcação até a estreia diante do San José Oruro, na Bolívia, a 3.700 metros de altitude.

O desequilíbrio entre defesa e ataque é o problema mais evidente do Flamengo. O poderio ofensivo contra equipes de menor investimento se autossustenta. Quando o adversário tem mais qualidade aparecem as falhas, sobretudo de organização.

O posicionamento de Arrascaeta, a contratação mais cara do ano, também não deu o fruto esperado. Pela direita, o uruguaio não conseguiu ser o construtor de jogadas que se espera dele.

Em Oruro, o rubro-negro terá uma questão extra. Num dos estádios com a maior altitude da América Latina, faltará fôlego.

Talvez por isso, o time de Abel tenha dosado a energia. Ainda assim, antes de sair com cãimbras na perna esquerda, Bruno Henrique arrancou mas chutou por cima do gol de Ruan.

Renê não fez muito esforço ao dar um lindo passe por cima para Gabigol dominar, ajeitar e marcar o terceiro.

Placar resolvido, o Flamengo relaxou de vez . E a torcida viu o lance da derrota para o Fluminense se repetir. Arrascaeta perdeu a bola, PK fez o gol da Portuguesa e o uruguaio ouviu algumas vaias.

gustavo 2
kanaan 2
shalom 2
ls 2
anuncie aqui 3
anuncie aqui 4

PARCEIROS