Edgar

No reencontro com Ceni, São Paulo vence Fortaleza com gol de Hernanes.

Publicado em ESPORTES
Segunda, 13 Mai 2019 09:02

O São Paulo resistiu, resistiu, resistiu e venceu. Na noite deste domingo, no Castelão, no Ceará, o Tricolor Paulista encarou um árduo desafio, mas saiu com o triunfo contra o Fortaleza, por 1 a 0, com gol de Hernanes - que entrou no segundo tempo -, no reencontro com o ídolo Rogério Ceni. Após o primeiro tempo superior do Tricolor de Aço, o time treinado por Cuca soube dar a volta por cima e rumou à vitória com a entrada do meia.

Os três pontos ratificam o bom início de Brasileirão do São Paulo. Com os mesmos dez pontos de Palmeiras e Santos, ocupa a terceira colocação, devido ao critério de desempate. No próximo domingo, às 11h, enfrenta o Bahia, no Morumbi. O Fortaleza, por sua vez, segue sem embalar. Na 16ª posição, o time enfrenta a Chapecoense na próxima semana, na Arena Condá, às 16h.

Visivelmente emocionado, Rogério Ceni foi homenageado pelos torcedores do Fortaleza antes de a bola rolar. A torcida preparou uma bonita festa para recepcionar a subida dos jogadores e do treinador ao campo do Castelão, com direito a uma imagem em 3D do agora treinador estampada na arquibancada. Os aficionados do São Paulo presentes no Castelão, logicamente, também foram no embalo aos cânticos para o ídolo.

Nas quatro linhas, os primeiros minutos foram de superioridade do Fortaleza. Embalado pela vaga na final da Copa do Nordeste, o time tomou as rédeas da partida. Logo aos dois minutos, em escanteio cobrado por Juninho, Tiago Volpi evitou o que seria um belo gol olímpico do volante. Aos seis, o arqueiro trabalhou mais uma vez. Em contra-ataque fulminante, Romarinho encontrou Marcinho livre na entrada da área. O atacante bateu rasteiro, no canto direito, e o goleiro são-paulino fez uma nova defesa. A resposta do São Paulo veio aos 16, com Reinaldo. O lateral avançou pela esquerda, com espaços, e finalizou à meta de fora da área. Porém, o chute subiu muito e saiu pela linha de fundo.

Rogério Ceni preparou um jogo ofensivo por parte do Fortaleza. Não à toa, o Leão fez questão de disputar a posse de bola. Apesar do equilíbrio nesse quesito, o São Paulo não conseguia criar oportunidades para concluir jogadas quando tinha a pelota sob seu domínio, diferentemente do Fortaleza. Cuca a todo instante era flagrado com cara de poucos amigos. Até por isso, mandou Hernanes e Vitor Bueno aquecerem ainda na primeira metade da etapa inicial.

O São Paulo voltou do intervalo com uma mudança: Hernanes no lugar de Igor Vinicius. Com a alteração, Hudson passou a jogar na lateral-direita. A entrada do Profeta animou o Tricolor Paulista. Aos sete minutos, o meia cobrou um escanteio com curva no segundo pau e por pouco não surpreendeu Felipe Alves, já vendido no lance. A mudança de postura do São Paulo ficou evidente.

Depois de tanto sofrer, o São Paulo respirou aliviado. Aos 31 minutos, Antony achou Hudson no meio e o volante enfiou em profundidade para Hernanes, que invadiu a área pelo lado direito e bateu cruzado, no contrapé de Felipe Alves. O gol foi uma ducha de água fria no Fortaleza, que parecia mais próximo do tento, mas pagou pelas conclusões desperdiçadas. No lance seguinte, Antony ainda teve a chance de ampliar, em contra-ataque parecido com o do gol, mas acabou chutando de direita pra fora. A partir daí, os comandados de Cuca somente administraram o placar e não levaram mais perigo.

 

ls 2
kanaan 2
shalom 2
anuncie aqui 3
anuncie aqui 4

OBS Comunicações