Edgar

Vendedor é preso suspeito de tentar matar cunhada após suspeita de traição.

Publicado em Aragarças
Quinta, 21 Março 2019 09:40

Um vendedor de gado de 47 anos foi preso na quarta-feira (21) suspeito de tentar matar uma cunhada, em frente à casa em que ela mora, em Aragarças, na região oeste de Goiás. Segundo a Polícia Civil, o motivo seria a suspeita de que a mulher traiu o irmão dele.

“Ele tomou as dores, foi reclamar e discutiu com ela a respeito. Ela disse que ia ligar para a polícia. Nisso, ele foi até o carro, pegou uma espingarda e atirou”, disse o delegado Ricardo Galvão.

A advogada Luceny Rodrigues Severino de Lima disse que o cliente não tinha a intenção de matar ninguém. Segundo a defesa, ele foi até a casa porque um suposto irmão da mulher agrediu e ameaçou matar o irmão dele.

“Ele tropeçou e a arma disparou. Quando viu que a arma tinha disparado, saiu correndo, tanto que abandonou o carro com arma e tudo, não sabia que o tiro tinha acertado nela, para ele, tinha pegado na parede”, relatou.

Tiros

O crime aconteceu no dia 14 de março, no Setor Administrativo. De acordo com o delegado, o vendedor atirou duas vezes com a espingarda calibre 20, mas só um dos tiros atingiu a vítima.

A mulher foi socorrida e levada ao hospital municipal de Aragarças. Segundo o investigador, ela passa bem.

De acordo com a advogada do suspeito, a mulher baleada e o marido estão separados.

Prisão

A prisão do vendedor aconteceu quando ele foi se apresentar na delegacia da cidade, pois fugiu após o crime. O delegado pediu a prisão temporária do suspeito.

“Pedi a prisão dele pela segurança dela porque ele já andava com arma. Ele já foi com o intuito de efetuar disparos por qualquer desavença. Isto somando ao fato de ele ter fugido”, explicou o delegado.

O vendedor deve ser indiciado por tentativa de homicídio qualificada pelo fato de o crime ter sido praticado no âmbito doméstico e familiar contra a mulher.

multi coisas
shalom 2
anuncie aqui 3
anuncie aqui 4

OBS Comunicações