Elon Musk, o fundador de empresas como a Tesla e a SpaceX, abusou das besteiras que podia ter publicado por meio de seu perfil no Twitter. Se não bastasse ter escrito coisas que alteraram o valor das ações da Tesla e renderam a ele um belo de um processo, o executivo usou a plataforma para chamar de pedófilo um mergulhador inglês que teria criticado sua invenção para ajudar a resgatar garotos tailandeses que ficaram presos em uma caverna há alguns meses.